Exposição de Telas de proteção no Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro terá uma exposição de telas de proteção! É um item de fundamental importância para casas e prédios e aqui você entenderá os motivos e a importância dela.

Um dos itens de maior segurança para imóveis altos é a tela de proteção. Se você não está particularmente familiarizado com ela num primeiro momento, explicaremos para você!

Para facilitar seu entendimento ao longo desse artigo, quando falarmos de redes de proteção é a mesma coisa que tela de proteção, ok?

Telas de proteção RJ

Muitas empresas cariocas possuem certificação ABNT e redes de proteção de altíssima resistência. Então será uma incrível oportunidade para todas elas mostrarem sua telas protetoras durante a exposição!

E uma delas é a redes.rio.br (ela é especialista em instalação de telas de proteção em sacadas, varandas, coberturas, janelas e outros locais)

As redes de proteção possuem diversos benefícios, mas o principal é o da segurança. Para quem possui crianças, é indispensável!

Benefícios das telas de proteção

Para quem mora em apartamentos no Rio de Janeiro, deveria ser um item obrigatório. Sabe por quê? Pelo simples fato de a maioria dos apartamentos possuírem alturas elevadas!

Colocar redes de proteção no RJ tem como benefícios:

  • aumentar a segurança do local
  • evitar acidentes com quedas
  • dar mais tranquilidade para todos
  • combinar com layout da residência
  • agregar valor ao imóvel.

Qualquer queda pode ser fatal tanto para crianças e adultos quanto para animais de estimação.

Na exposição você terá a chance de conferir a qualidade das redes de proteção e o atendimento de cada empresa. Além disso você poderá tirar todas as dúvidas que tiver!

Preço da rede de proteção no RJ

Isso varia, ou seja, depende!

  • Depende do tamanho da área que você deseja instalar a tela de proteção
  • depende do local (escada, varanda, cobertura)
  • depende do tipo de rede a ser utilizada (nylon ou polipropileno)
  • depende do tipo de malha (3×3, 5×5, 10×10).

Geralmente todas as empresas que estarão na exposição atendem o Estado do Rio de Janeiro todo.

E uma das áreas mais pedidas por clientes é o de instalação de rede de proteção rj tijuca seguido por:

Assim que a data sair, colocaremos aqui!

EXPOEPI – 16ª edição da Mostra Nacional de Experiências Bem-sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças

A 16ª edição da Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi), promovida pela Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde (SVS/MS), volta em 2019 para prestigiar mais uma vez os trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS).  Este ano, a edição é ainda mais especial, pois é o ano em que a SVS comemora seus 16 anos, e marca a trajetória da atuação da vigilância no país.  A Mostra acontecerá entre os dias 4 e 6 de dezembro, em Brasília, e será a oportunidade para os trabalhadores e gestores do SUS trocarem informações e experiências para o aprimoramento das ações de vigilância em saúde. O Ministério da Saúde procura por projetos bem sucedidos nas seguintes áreas: Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças. Se você se enquadra neste requisito, procurar a direção da FS  para que possamos indicar  seu projeto na 16ª EXPOEPI – Mostra Nacional de Experiências Bem-sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças.  O evento acontece de 02 a 06 de dezembro no Centro de Convenções Ulisses Guimarães. E terá prêmios que vão de R$ 8 a R$ 50 mil.  Mais informações: www.saude.gov.br/vigilancia-em-saude

WhatsApp Image 2019 11 13 at 181412

Começa a 16ª Expoepi

Fiocruz leva experiências das três edições da Feira Soluções para a Saúde para o evento. Durante a abertura (4/12), municípios destaque em vigilância em saúde foram premiados pelo ministro Luiz Henrique Mandetta

Ascom Fiocruz Brasília

Considerado o maior evento do país em vigilância em saúde, a Expoepi – Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças  – deve reunir, em sua 16ª edição, cerca de 2 mil pessoas – profissionais, estudantes e gestores da saúde, entre os dias 4 e 6 de dezembro, em Brasília. Além de palestras, reuniões técnicas e exposições, a atividade estimula a troca de experiências em vigilância em saúde entre instituições e público presente.


Durante a abertura, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou a qualidade  das atividades da edição. “Hoje, aqui, quando andarem pela Expoepi, pelos estandes que estão maravilhosos, dinâmicos e interativos, vocês verão projetos para arboviroses e a vigilância participativa, onde o cidadão fotografa, remete e a gente cataloga. Vocês verão a vigilância interagindo e trazendo soluções absolutamente fantásticas”, afirmou.

A Fiocruz é uma das instituições participantes do evento. A instituição destaca, entre outras atividades, as três edições da Feira Soluções para a Saúde, realizadas em Salvador (BA), em 2017, Bento Gonçalves (RS) e Fortaleza (CE), em 2019. Organizadas pela Fiocruz em parceria com instituições locais, as Feiras são atividades inovadoras que têm entre os objetivos oportunizar espaços de diálogos, socialização e disseminação do conhecimento, além de ativar redes de cooperação para a apresentação e difusão de inovações tecnológicas, social e de serviços de saúde aplicadas aos temas das edições. 

O vice-presidente de Produção e Inovações em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger, compôs a mesa de abertura, representando a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade. Também participaram da cerimônia o vice-presidente de Gestão e Desenvolvimento Institucional da Fiocruz, Mario Moreira, e o coordenador de Integração Estratégica da Fiocruz Brasília, Wagner Martins, que representou a diretora da Fiocruz Brasília, Fabiana Damásio, no evento. Além da Fiocruz e Ministério da Saúde, a abertura contou com representantes da Organização Pan-americana da Saúde (OPAS/OMS), Conselho Nacional de Saúde (CNS), Conselho Nacional de Secretarias Municipais da Saúde (Conasems), Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass), Ministério Público Federal e Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Pela primeira vez, os municípios destaque em vigilância em saúde, cidades que conseguiram melhorar seus indicadores de saúde, a exemplo da redução dos casos de sífilis em crianças menores de um ano e no aumento da cura de casos de tuberculose, foram premiados pelo ministro da Saúde, durante a abertura. “O SUS, embora tenhamos que reconhecer alguns para dar luz ao trabalho, é um todo. As experiências que vemos andando esse país afora, por mais assimétrico, por mais difícil, por mais que muitas vezes encontremos falhas, jamais, em nenhum município brasileiro, deixei de encontrar alguém da saúde do SUS com o brilho nos olhos tentando, buscando apoio das secretarias estaduais e do Ministério que muitas vezes fica distante e que está procurando ter muito mais Brasil e muito menos Brasília para que o nosso SUS possa florescer”, destacou Mandetta.

Ao todo, 15 municípios que apresentaram indicadores favoráveis nos sistemas de informação nacionais relacionados à vigilância de saúde, no período entre 2015 e 2017, foram premiados. Também foram consideradas as cidades que aderiram ao Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde, de acordo com porte populacional e macrorregião. Os municípios que receberam o troféu Lupa Dourada são: Mondaí (SC), Carlos Barbosa (RS), Brusque (SC), Presidente Olegário (MG), Campos do Jordão (SP), Bragança Paulista (SP), Paraíso das Águas (MS), Nova Mutum (MT), Corumbá (MS), Governador Jorge Teixeira (RO), São Miguel do Guaporé (RO), Ariquemes (RO), Gurjão (PB), Parambu (CE), e Campina Grande (PB).

Entre outros temas, a 16ª edição da Expoepi discutirá ações de vigilância, prevenção e controle das arboviroses, como dengue, Zika e chikungunya, além de expor trabalhos e experiências na área de vigilância em saúde para inspirar outras iniciativas.

Indicadores de saúde acessíveis

Ainda na abertura da Expoepi, foi lançada a plataforma integrada de vigilância em saúde, IVIS. O sistema reúne informações sobre 27 doenças e agravos, com o número de casos, óbitos e repasses financeiros de todos os estados e municípios do Brasil. A plataforma dará mais transparência às informações de cada localidade, possibilitando que o cidadão identifique qual é o principal problema de saúde do seu município e, a partir das ações realizadas localmente, saiba se os recursos financeiros estão direcionados a solucioná-los, como aumento nos casos de dengue ou tuberculose. O cidadão, profissionais de saúde e gestores do SUS também poderão comparar indicadores entre estados e municípios. A atualização dos dados será feita pelo Ministério da Saúde, de acordo com o envio das informações pelos estados e municípios.

Exposição fotográfica Pelas Lentes da Vigilância

Na abertura da Expoepi, foi anunciada também a fotografia vencedora da exposição “Pelas lentes da Vigilância – o SUS que construímos”, com fotografias que retratam as ações de vigilância em saúde pelo país. Os trabalhos serão expostos durante os três dias da 16ª Expoepi, além de poderem ser publicados em outros veículos de comunicação.

Confira a programação completa da 16ª Expoepi.

Confira 4 dicas de produtos essenciais para seu lar!

Confira 4 dicas de produtos essenciais para seu lar!

Não há lugar como o nosso lar, não é mesmo? Nada se compara a chegar em casa depois de um dia cansativo e poder relaxar no conforto do nosso lar! E para tornar esse ambiente ainda mais confortável, trazemos algumas dicas de produtos essenciais para o lar!

Umidificador de ar

O umidificador de ar é um aparelho elétrico capaz de manter a umidade do ar através de pulverização de névoa de água no ambiente.

Recomendado para ambientes secos, pode ajudar a combater problemas respiratórios (como rinite, bronquite, asma, etc.), sangramentos e inflamações nas mucosas causados pelo ar seco.

Em ambientes onde o uso do ar condicionado torna o ar mais seco, também é recomendado o uso de umidificadores.

Desumidificador de ar

Se você vive em um ambiente muito úmido e tem problemas com mofo nas paredes ou outros utensílios que enferrujam com muita facilidade, o desumidificador de ar é uma ótima opção.

Com reservatório para coleta de água e neutralização de micro-organismos, os desumidificadores de ar mantêm a umidade do ar entre 35% e 80%.

Isso auxilia no combate a fungos e bactérias presentes no ar úmido e eliminação de odores desagradáveis causados pela umidade.

Desumidificadores de roupas

Assim como o ambiente externo acumula muita umidade e pode causar problemas como mofo, proliferação de fungos e bactérias, os itens guardados dentro do armário também podem adquirir umidade em excesso.

Uma forma de evitar que as roupas e sapatos se tornem o lar de micro-organismos indesejáveis, é a utilização de desumidificadores portáteis reutilizáveis.

Em formato de cabides, os desumidificadores podem ser colocados junto às roupas, absorvendo a umidade presente nas peças e, após alcançarem seu limite de umidade, podem ser colocados ao sol ou no microondas para serem reutilizados.

Mosquito killer

O mosquito killer é uma armadilha mata mosquito em formato de luminária composta de lâmpadas UV, que atraem mosquitos, e sistema seguro contrachoques, que mata de forma eficaz os insetos através de eletrocussão.

Sem nenhum tipo de química ou odor prejudicial, os insetos são atraídos pela luz interna da lâmpada em um raio de 15m². Excelente para quem quer se manter protegido de mosquitos transmissores de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Recomendado para utilização no quarto do bebê e proteção contra insetos.

Gostou das dicas?

Então siga nossa página nas redes sociais e acompanhe nosso site!